A marcha da Ericeira

Hoje é dia de festa.
Estás toda à maneira.
Bem sei que és modesta,
Minha querida Ericeira.

Vamos todos a marchar
Esta noite sem parar,
Até lá baixo à Ribeira.

Esta marcha popular
Vai hoje animar
Esta noite a Ericeira.

Arcos levantados no ar
Lenços e saias bonitas
Mãos na anca a girar
Lá vão elas todas catitas.

Arcos levantados no ar
Marchando todos em compasso
Vão os homens do mar
Que têm nervos de aço.

Teu povo está em ovação
Chama por ti, ó Ericeira
Cantando esta canção
Cantando desta maneira.

Quando a marcha salta à vista
A cada um algo diz
Tanto jagoz ou turista
Esta marcha os deixa feliz.

Olhem a dança do vira!
Típica é sua moda,
Tão bem que gira,
Tão bem que roda.

Em tuas saídas grandiosas
Estão nas ruas deslumbrantes
Multidões de gente ansiosas
De ver teus arcos brilhantes.

Começando com os cantares
Segue a marcha da Ericeira
Todos em fila e em pares
Vão lá baixo à Ribeira.

Homenagem ao Carnaval

HOMENAGEM AO CARNAVAL

É tempo de andar na malandrice
E com amigos passar na tasca
É Carnaval não há chatice
De tapar o rosto e sair da casca.

Dançando a noite inteira
Com amigos sorrindo
Vencendo a canseira
Carnavalisar é lindo.

Entrar na fantasia
Sair da realidade
É cultura de alegria
Que não escolhe a idade.

Marco Oliveira